Consumo sustentável de roupas

Por HOTD - Have Options To Dress      03/06/2018 00:22:01    
O impacto ambiental da indústria da moda!
A fabricação de roupas é a segunda mais poluentes do mundo, só ficando atrás da indústria do petróleo. É também a segunda maior consumidora de água no mundo. Fibras sintéticas como o poliéster consomem 70 milhões de barris de petróleo por ano e demora mais de 200 anos para se decompor. A viscose, outra fibra artificial, mas feita de celulose, exige a derrubada de 70 milhões de árvores todos os anos. Nem mesmo o algodão orgânico escapa: uma simples camiseta necessitou de mais de 2.700 litros de água para ser confeccionada. E, apesar de natural, o algodão é a uma fibra cujo cultivo é o que mais demanda o uso de substâncias tóxicas em seu cultivo no mundo, 24% de todos os inseticidas e 11% de todo os pesticidas, com óbvios impactos no solo e na água. Mas talvez o maior dano causado pela indústria da moda seja a tendência da "moda rápida", marcada especialmente pela pouca durabilidade das peças. O consumo desenfreado multiplica os problemas ambientais. É estimado que no Brasil são cerca de 170 mil toneladas de resíduos têxteis por ano. A grande maioria vai para lixão ou aterro. E dependendo da composição, leva centenas de anos se decompondo e ainda pode liberar gases e substâncias tóxicas no solo e nas águas subterrâneas. Aqui no Brasil, infelizmente reciclagem têxtil não é uma prática comum. Aliás, é raridade. De todo o descarte de lixo, só 58% vai parar em aterros sanitários, os que são legal e “ambientalmente corretos”. O resto vai para aterros controlados e lixões – esses últimos um terror, com pessoas em situações degradantes catando resíduos. E temos hoje 1775 deles no país. São a maioria.
 
Como a HOTD contribui para preservação do meio ambiente?

“O modelo de consumo compartilhado de roupas proposto pela HOTD promove o consumo consciente e sustentável de roupas.”

No modelo tradicional de consumo é produzido 5 peças iguais para que 5 pessoas diferentes possam comprar a mesma peça. No modelo de consumo compartilhado proposto pela HOTD se produz apenas 1 peça e ela fica disponível em nosso e-closet para que essas mesmas 5 pessoas possam usar a mesma peça. Na verdade as mesmas 5 pessoas não teriam apenas uma peça, elas teriam centenas de modelos diferentes para variar seus looks de forma sustentável e econômica.
A hotd dispõe de roupas com design mais modernos e arrojados, com maior conteúdo de moda, acontece que quando as pessoas alugam roupas, elas não alugam os mesmos tipos de roupas que comprariam. Como os consumidores sabem que vão manter as roupas alugadas apenas temporariamente, escolhem roupas mais arriscadas, mais modernas e menos básicas. É justamente esse tipo de roupa que gera maior desperdício, pois as pessoas compram usam por pouco tempo e deixam elas paradas em seus guarda roupas.
Outro benefício do modelo de consumo compartilhado é que as roupas ficam todas concentradas em um único lugar, ou seja, no modelo tradicional cada um compra uma peça e cada um é responsável pelo descarte da peça. Já no modelo compartilhado, como todas as roupas ficam aos cuidados da HOTD, ela consegue dar o melhor destino para as peças que ficaram gastas, inclusive dando uma destinação de impacto social, o que será explanado mais a frente.
Outra política de responsabilidade ambiental adotada pela HOTD é a de resíduo zero com embalagens, nossas roupas são entregues em sacolas retornáveis “ecobags” e as peças são embaladas em embalagens plásticas transparentes que são fechadas com zíper, e também são reaproveitadas, ou seja, não fica nenhum resíduo de embalagem na casa do cliente, da mesma forma que entregamos nós retiramos.
 
Como a HOTD está inserida dentro das ODS?
Segundo a agenda de desenvolvimento sustentável desenvolvida pela ONU, temos 17 objetivos e 169 metas a serem implementados por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030. Conforme imagem abaixo:
 
17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)


A atuação da HOTD está ligada diretamente ao objetivo 12 Consumo sustentável, uma vez que promovemos um modelo de consumo sustentável que diminui a necessidade de compra, evitando desperdícios e descarte irregular de roupas. Temos impacto no objetivo 6 água limpa e saneamento, pois a indústria da moda é a segunda que mais consome água potável no mundo e a terceira na descarga de águas residuais no montante de 2,5 bilhões de toneladas de águas residuais por ano. Para cada peça de roupa que nossos assinantes deixar de comprar estaremos economizando 2.700 litros de água. Objetivo 11 cidades e comunidades sustentáveis, dando a destinação correta ao descarte de roupas evitamos que roupas sejam descartadas em lixões e por fim o objetivo 15 vida sobre a terra, a cada 1kg de tecido produzido, são emitidos 7kg de co2 na atmosfera, além das fibras sintéticas como a viscose que é feita de celulose, exige a derrubada de 70 milhões de árvores todos os anos.

Categorias

Fique informado!